Not support Recaptcha
Pular navegação

Programa Inova Jovem

Alunas do Colégio Poliedro Campinas vencem o programa Inova Jovem

24 de fevereiro de 2021

Compartilhe

Tags

  • Campinas
  • Ensino Médio

Estudantes desenvolveram aplicativo focado na prevenção da violência contra a mulher

Três alunas do Colégio Poliedro de Campinas venceram o Inova Jovem 2020, programa organizado pela Agência de Inovação Inova Unicamp e que tem como objetivo difundir o empreendedorismo como opção de carreira entre alunos de Colégios Técnicos e de Ensino Médio de todo Brasil.

Os alunos participantes do programa foram desafiados a elaborar um projeto de negócio baseado nos objetivos de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). A equipe Medusa, composta por Estela Salvi Curi, Luiza Lima Marques e Maria Beatriz Souza Neves, venceu a competição ao apresentar um aplicativo destinado à prevenção da violência contra a mulher. A ferramenta desenvolvida tem como objetivo informar, coibir e denunciar atitudes que caracterizem qualquer forma de violência à mulher, seja física, psicológica ou verbal. Entre
as funcionalidades estão a disponibilização de conteúdos educativos, com definições de conceitos, leis, locais de denúncia, quizzes e notícias relacionadas ao tema; uma aba em que é possível realizar denúncias e acionar autoridades por meio do “botão do pânico” além de uma área premium que oferece auxílio psicológico, mentoria financeira e grupos de apoio.

Segundo a aluna Estela Curi, o tema foi escolhido a partir de relatos de estudantes que já enfrentaram ou tiveram contato com mulheres que passaram por situações delicadas e desconfortáveis. “É nítido que muitas pessoas ainda passam por esse tipo de problema. A escolha reflete a nossa vontade de ajudar o maior número de mulheres possível.”

Um dos diferenciais do aplicativo é a segurança das informações disponibilizadas e a oferta de benefícios da área premium que não são encontrados em outras ferramentas similares. “Por meio da aba “anjo”, por exemplo, mulheres que têm condições financeiras e estão dispostas pagam um pouco a mais nos seus planos para ajudar outras usuárias de menor”, explica a estudante.

Segundo a estudante Maria Beatriz Neves, a Unicamp forneceu todo o apoio necessário e o Poliedro trabalhou com a equipe o tempo todo. “A orientação pedagógica e os professores nos ajudaram bastante na condução do projeto, tanto do ponto de vista técnico quanto psicológico.”

De acordo com Luiza Marques, o maior obstáculo enfrentado durante o desenvolvimento do produto foi a carga emocional com que tiveram de lidar, já que o tema é bastante delicado. “Tivemos de ser cautelosas e empáticas para lidar com um assunto tão difícil e, infelizmente, ainda presente na sociedade. Por outro lado, o projeto nos ajudou a ampliar nosso olhar e aprofundar nossos conhecimentos, fazendo com que o senso de empatia seja aguçado. Com certeza todas nós amadurecemos bastante no processo”, diz.

Neste ano, o Poliedro Educação foi o patrocinador oficial do projeto, criado em 2014 pela Agência de Inovação Inova Unicamp. A competição busca capacitar estudantes em metodologias de Business Model Canvas e Pitch, além de proporcionar uma imersão em um ambiente inovador, tornando possível transformar suas ideias em negócios reais.
Durante o programa, as alunas acompanharam todas as atividades, que incluem workshops, mentorias e treinamentos com professores especialistas, que orientam as melhores práticas para o desenvolvimento de projetos de negócios nas áreas de: saúde e bem-estar; educação de qualidade; energia limpa e acessível, cidades e comunidades sustentáveis; e consumo e produção responsável.

De acordo com Thais Ribeiro, coordenadora do Colégio Poliedro Campinas, iniciativas como o Inova Jovem são muito ricas para que os alunos aprendam a se mobilizar e a aplicar o conhecimento e competências adquiridas ao longo da vida escolar. “É uma oportunidade para desenvolver habilidades que serão essenciais no futuro próximo, entre elas a comunicação efetiva, a liderança, a criatividade e a resolução de conflitos. As alunas da equipe Medusa perceberam que é possível lidar com demandas diversas com organização e apoio, e certamente elas estão mais preparadas para enfrentar os desafios ao longo da vida”.

O projeto registrou a inscrição de 136 equipes com a participação de 519 alunos, vindos de 59 escolas. Depois de avaliações, seis deles foram selecionados para a grande final, na qual as equipes apresentaram suas propostas a uma banca examinadora. Cada integrante do time vencedor foi premiado com um certificado e R$ 1.000,00.

Siga o Colégio Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?