Not support Recaptcha
Pular navegação

Dicas

Conheça 5 dicas para tornar a tarefa de casa mais atrativa

11 de maio de 2022

Tags

  • Aprendizado
  • Pais e Filhos
  • performance de alunos

Conheça 5 dicas para tornar a tarefa de casa mais atrativa.

O processo de ensino e aprendizagem pode acontecer em todos os ambientes sociais frequentados pelas crianças. Seja na escola, em casa ou em um passeio, os novos saberes estão sempre disponíveis e movimentam a curiosidade natural dos pequenos. 

Os pais e familiares podem participar (e devem!) desses momentos de aquisição e concretização dos conhecimentos. Isso estreita os laços afetivos com as crianças, além de colaborar diretamente com a construção da sua autonomia e sua autoconfiança.

Com gestos cotidianos, como perguntar sobre o dia na escola ou ajudar com as lições de casa, você pode fazer parte da rotina escolar do seu filho. No entanto, sabemos que o assunto “tarefa”, nem sempre é uma questão fácil em casa. Muitos pais e responsáveis se sentem inseguros sobre como oferecer ajuda, ou até mesmo enfrentam dificuldades para que as crianças cumpram as tarefas de forma rotineira. 

Essas atividades são parte fundamental para a concretização dos conhecimentos trabalhados no dia a dia da sala de aula e devem ser levadas a sério, pois o seu desenvolvimento pode impactar de forma positiva ou negativa no rendimento escolar. Quer saber como inserir essas atividades nas dinâmicas familiares e incentivar seu filho a se comprometer com elas? O Poliedro preparou um post com cinco dicas para que a lição de casa se torne um momento divertido a ser compartilhado com as crianças. 

Quer saber mais? Continue a leitura! ☺

A lição de casa e as responsabilidades

Muitas crianças podem se mostrar resistentes na hora de fazer a tarefa de casa, o que geralmente transforma esse compromisso em um momento estressante, tanto para os pais e responsáveis quanto para os pequenos.

No entanto, há formas de contornar essa resistência e fazer com que esses instantes sejam menos conflituosos e mais divertidos! 

Confira mais sobre o tema: 4 passos para se envolver mais nas atividades escolares do seu filho

1- Estabeleça uma rotina 

Para que as atividades escolares não se tornem um problema, é preciso garantir que elas sejam realizadas com constância e, de preferência, sempre no mesmo horário. Converse com seu filho sobre isso e acompanhe-o durante essa rotina.

Se, por algum motivo, as atividades não puderem ser feitas nos horários determinados, explique o motivo da mudança e deixe claro que a rotina não mudará. É importante manter sempre um diálogo claro sobre qualquer eventualidade.

Estabelecer uma rotina auxilia de modo prático no processo de desenvolvimento de responsabilidade e autonomia. Além disso, a estruturação de uma rotina de estudos pode trazer benefícios para o desempenho na sala de aula.

2- Ajude, mas não faça pela criança

É fundamental que um adulto acompanhe a resolução das atividades, pois esse é um bom momento para que se perceba a evolução de algumas habilidades, como a leitura e o letramento matemático. 

Nesse sentido, enquanto a criança realiza a tarefa, peça que ela leia os enunciados em voz alta e observe se há dificuldades. Se surgirem dúvidas de forma pontual, você poderá ajudar, mas evite fazer as atividades por ela. 

Caso não saiba responder a alguma questão, não se preocupe. Incentive a pesquisa em livros e/ou internet, desde que seja monitorada, e também oriente a criança a perguntar para os professores.

Você também pode gostar de ler: 4 dicas para ajudar seu filho a fazer a tarefa de Matemática

3- Tenha um espaço para os estudos 

Independentemente do tamanho, tenha um espaço para os estudos. Procure transformá-lo em um ambiente agradável e lúdico para as crianças, com uma cadeira confortável, iluminação adequada e silêncio. Assim, o lugar de estudo será associado a algo atrativo e divertido. 

4- Seja “aluno” por um dia 

Após a resolução das atividades, que tal pedir para a criança que explique uma das questões resolvidas por ela? Brinque, transforme-a em “professora/professor por um dia”. 

A brincadeira pode reverberar de forma muito positiva e fazer com que ela se sinta especial e autoconfiante sobre os conteúdos aprendidos na escola.

5- Tenha objetos que estimulem a curiosidade

Em todas as idades, é possível apresentar objetos que possam ser associados aos temas das atividades escolares e estimular a curiosidade e a vontade de aprender. Exemplo: Se a criança está na fase da alfabetização, compre letras feitas com materiais diversos, como a madeira; o mesmo vale para os números. 

Procure ter livros infantis em casa, fantoches, dicionários, mapas regionais e mundiais. Tudo que sirva como estímulo. Não importa qual seja a forma, leve a criança a perceber que a hora de estudar pode ser muito divertida e também cheia de surpresas.

Se mesmo com todas essas dicas, o seu filho continuar resistente a fazer a lição de casa, procure ter uma conversa franca e tente descobrir os motivos. Pergunte se consegue enxergar bem, se entende o que está escrito ou não. Converse com os professores para entender melhor se essas dificuldades fazem parte da realidade da sala de aula e, caso seja necessário, busque ajuda profissional!

Não se esqueça de que o diálogo é sempre a melhor forma de mapear possíveis problemas e evitar aborrecimentos futuros.

No Poliedro Colégio, as crianças são o centro da aprendizagem! Aqui sabemos que aliar aprendizado e brincadeira, com equilíbrio, torna a educação das crianças ainda mais significativa!

Saiba mais sobre a nossa metodologia aqui

Siga o Colégio Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas

Assine nossa newsletter