Not support Recaptcha
Pular navegação

Parcerias

Como ajudar quem sonha em cursar a faculdade no exterior

01 de junho de 2021

Compartilhe

Tags

  • aprovação
  • Daqui Pra Fora
  • Ensino Médio
  • Formação integral
  • parceria
  • universidades internacionais

Daqui para fora: Faculdade no exterior

Com o objetivo de oferecer um bom suporte aos estudantes que desejam cursar o ensino superior fora do Brasil, o Poliedro Colégio, com unidades em Campinas, São José dos Campos e São Paulo, mantém uma parceria com a Daqui Pra Fora, uma consultoria educacional que prepara jovens para cursar a faculdade no exterior.

Os alunos do Poliedro Colégio interessados em estudar em outro país recebem orientações individuais e apoio para traçar um planejamento personalizado e construir o melhor currículo possível, ampliando as chances de admissão nas faculdades internacionais. A preparação pode ser iniciada ainda no Ensino Fundamental para que o aluno tenha diversas opções para construir um perfil atrativo.

Os estudantes também ganham a oportunidade de participar de eventos, workshops, palestras e simulados para que, em conjunto com seus familiares, possam conhecer mais sobre como é cursar uma universidade e viver no exterior. O programa também orienta o jovem em cada etapa do processo seletivo das instituições de sua preferência, incluindo uma consultoria sobre a documentação necessária e estratégias para ampliar o relacionamento com as instituições.

“Oferecemos suporte para que nossos alunos liderem seus projetos de vida e alcancem seus sonhos. Com um projeto pedagógico de excelência e orientação especializada, eles podem pleitear uma vaga nas melhores universidades, sejam elas nacionais ou internacionais”, explica Rodrigo Fulgêncio, diretor de Unidades Escolares do Poliedro. “A formação no exterior pode trazer ótimos benefícios para os alunos, que retornam ao País com visões ampliadas e desenvolvem diversas outras aptidões devido ao convívio com outras culturas, o que contribui para o desenvolvimento pessoal e acadêmico”, conclui Fulgêncio.

Sete dicas para aumentar as chances de admissão na faculdade no exterior

Os processos seletivos do exterior exigem uma boa preparação. Para auxiliar os estudantes interessados, a equipe da consultoria Daqui Pra Fora elaborou algumas dicas para ampliarem as chances de admissão:

1. Comece a preparação o quanto antes para a faculdade no exterior

Quando o estudante inicia sua preparação para a candidatura na 3ª série do Ensino Médio, ainda é possível ingressar em excelentes universidades. Mas um tempo maior de preparação é indicado para que você possa construir um currículo melhor durante o Ensino Médio e identificar as melhores opções de universidades em que você terá chance de ser aprovado, levando em conta fatores como os seus objetivos de estudo, seu perfil como estudante e as suas possibilidades financeiras.

2. Procure opções diversas de universidades

Tente explorar mais universidades para se candidatar. Em média, os alunos se candidatam para 12 instituições. Então vale abrir o leque de opções e começar a se informar sobre como funciona a seleção de cada uma delas.

3. Invista em atividades extracurriculares

Dedique parte do seu tempo a atividades que te dão prazer, mas que também agreguem valor para a sua candidatura. As atividades extracurriculares são bastante valorizadas internacionalmente.

4. Lembre-se de que a redação é critério de desempate na faculdade no exterior

O que muitas pessoas não sabem é que a redação é utilizada como critério de desempate quando necessário. Não negligencie a importância dessa etapa. Pense com calma sobre os pontos da sua história que você deseja destacar, especialmente para que o leitor perceba sua sinceridade e quais são os seus diferenciais que o tornam uma pessoa única e especial.

5. Não perca os prazos, documentações e taxas de vista

Não perca de vista os prazos das candidaturas. Lembre-se de que as aulas nos Estados Unidos começam por volta de agosto/setembro, diferentemente do ano letivo brasileiro. Logo, as datas-limite para os processos seletivos geralmente são entre dezembro (do ano anterior ao ingresso) e janeiro. Mantenha a atenção às taxas e documentações exigidas nas provas. Tenha certeza de que tudo está atualizado e dentro do prazo de validade, assim, garante que irá participar do processo seletivo.

6. Muita atenção com a carta de recomendação

Suas cartas de recomendação terão uma grande influência na percepção do seu perfil. Por isso, é importante que seus professores estejam instruídos sobre o tipo de conteúdo que é esperado em um documento como este. É importante não explorar somente o lado acadêmico, mas também suas qualidades, como liderança, proatividade, curiosidade, criatividade, entre outras.

7. Treine bastante! Simulados podem ser grandes aliados

Ao contrário dos vestibulares brasileiros e do próprio Enem, não há tantos minutos livres para realizar a prova. Cada seção tem um tempo predeterminado e lidar com essa situação pode ser bem desafiador. Devido a isso, a prática de simulados é muito indicada.

Siga o Colégio Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?