Not support Recaptcha
Pular navegação

Performance

Existe idade certa para iniciar a alfabetização?

19 de janeiro de 2022

Tags

  • alfabetização infantil
  • Educação Infantil
  • leitura

Alfabetização infantil

Quando as crianças iniciam o Ensino Fundamental, é muito comum que os pais perguntem aos professores quando a alfabetização infantil será realizada. 

Eles esperam ver seus filhos lendo e escrevendo, não somente pelo fato de ser gratificante acompanhar a evolução dos pequenos, mas também porque leitura e escrita promovem maior autonomia. Poder ler placas e instruções, escrever um recado ou ler um livro é libertador! 

Além disso, a leitura também propicia uma inclusão social, e as crianças se sentem ainda mais pertencentes à comunidade em que vivem. 

Segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o processo de alfabetização infantil deve se iniciar no 1ª ano do Fundamental, por volta dos 6 anos de idade. Espera-se que a alfabetização integral dos estudantes seja finalizada até o 2º ano do Ensino Fundamental

Mas, afinal, iniciar a alfabetização somente aos 6 anos de idade é o mais apropriado? Por que não começar antes? 

Diferença entre alfabetização infantil e letramento 

Para uma criança ter a habilidade e a coordenação motora de escrever e ter o raciocínio de interpretar as palavras dando sentido ao que está escrito, é preciso ir além da alfabetização infantil. Esse processo, que começa muito antes de a criança ser alfabetizada formalmente, chama-se letramento

De maneira direta, a alfabetização permite que uma pessoa reconheça o sistema de escrita, sabendo codificar e decodificar letras e palavras, enquanto o letramento possibilita a interpretação da leitura em diferentes contextos e que a escrita seja lógica e organizada. 

Uma pessoa letrada domina e utiliza a linguagem dentro da prática social. Ou seja, além de ler e escrever, ela não somente compreende os textos, mas também reflete e argumenta. 

Outro aspecto importante é que a alfabetização e o letramento não são processos isolados, mas interagem entre si. 

Enquanto a alfabetização tem um início e um término bem-definidos, o letramento começa muito antes dos 6 anos de idade e segue em uma construção permanente. 

Letramento na Educação Infantil 

Para aprender a escrever, é preciso coordenação e força nas mãos. Para aprender a ler, é preciso conhecer a sonoridade das palavras. Para compreender o que se lê e raciocinar o que se escreve, é preciso ter o sistema cognitivo desenvolvido.  

Por isso, quando a criança é estimulada a manusear massa de modelar (“massinha”), participar de um momento de contação de histórias e canto, por exemplo, em aulas de música ou momentos de recreação, elas estão sendo estimuladas a desenvolver as áreas motora e cognitiva, preparando-se para a alfabetização. 

Segundo a BNCC, o despertar da leitura e da escrita e o entendimento sobre seu uso social representam os primeiros sinais da alfabetização. O documento destaca ainda que, na Educação Infantil, é fundamental explorar o falar e o ouvir por meio de situações e exercícios interativos e lúdicos.

É nessa fase também que os professores devem iniciar a apresentação e estimular o contato das crianças com as mais variadas manifestações artísticas e a valorização da diversidade. Dessa forma, é possível incentivar e trabalhar a autoconfiança das crianças na produção dos próprios desenhos, pinturas e demais trabalhos manuais e criativos nessa idade.

Estimulando as crianças dentro de casa  

Não é somente na escola que esses estímulos acontecem. Todo ambiente que a criança frequenta auxilia, em maior ou menor grau, no desenvolvimento motor, cognitivo e no entendimento da leitura no contexto social. 

Se você quer auxiliar seu filho a desenvolver as habilidades necessárias para a alfabetização de maneira consciente, veja abaixo algumas dicas práticas: 

  • Tenha livros em casa: além de ler os livros com a criança, deixe-a brincar com eles. Ao examinar as páginas e observar as figuras, criam-se laços afetivos e familiaridade com o mundo da leitura.
  • Cante para seus filhos: a música deixa o mundo da fala mais interessante, principalmente quando apresentam palavras que são usadas no dia a dia da criança.
  • Vincule o texto às coisas: além dos livros infantis, que conectam as palavras a coisas como animais, cores e objetos, você pode ler o nome de um alimento da embalagem, falar o que está escrito em placas ou a frase escrita em uma roupa.
  • Aproveite os brinquedos educativos: existem diversos tipos de brinquedos que auxiliam no desenvolvimento das crianças e que foram pensados para os desafios e para as motivações de cada faixa etária.
  • Utilize materiais acessíveis e atividades rotineiras: existem atividades rotineiras nas quais as crianças facilmente podem ser incluídas, como dobrar guardanapos, abotoar camisas, separar grãos e auxiliar nas atividades de jardinagem.

Agora você já sabe que a alfabetização é um processo que ocorre em todo lugar e que na escola ela será estimulada ao máximo, é importante entender como a escola do seu filho desenvolve esse processo em cada idade.

Assim, é possível participar ativamente e em conjunto com a escola, para que a alfabetização seja efetiva e leve.

O Poliedro Colégio aposta num processo de letramento e alfabetização infantil, considerando a individualidade de cada criança, estimulando os pontos fortes e desenvolvendo os pontos de maior dificuldade, para que elas se preparem para uma vida acadêmica de sucesso.

Conheça mais sobre nosso colégio e nossa metodologia de ensino acessando o nosso site.

Siga o Colégio Poliedro
nas redes sociais.

O que podemos fazer
pelo seu futuro?

Notícias relacionadas

Assine nossa newsletter